Delirium Café – Janeiro/2015

E ai Galera, Bom dia!
Esse fim de semana, Mari e eu resolvemos fazer o que há de melhor em Niterói, ir pro RIO! Hahahahah

Logo depois do almoço, por volta das 15h00, pegamos o 1001 Charitas X Ipanema em direção a Copacabana para ir a loja da Lomography na Barata Ribeiro. Para nossa decepcionante surpresa a loja não está mais no Rio de Janeiro (em São Paulo agora), ao contrário do que diz o site da Lomography Brasil. Então, partimos para fotografar com a nova Lomography La Sardina que comprei de Natal para Mari em Ipanema.

Depois de assistir ao Crepúsculo, demos uma rodada pela rua Visconde de Pirajá e decidimos tomar uma cerveja na Delirium Café, que fica na rua Barão da Torre.

Além de ser a primeira filial das Américas e também conhecido pelo famoso “elefantinho cor de rosa”, o Delirium Café de Ipanema, com aproximadamente 400 rótulos muito bem selecionados, 10 torres de chopes e 10 degustações em sua carta de bebidas, o Delirium Café em seu primeiro ano já conquistou o prêmio de “Melhor Carta de Cervejas” da cidade pela revista Veja Rio e Época.

Começamos pelo Chopp Delirium Tremens, o mais tradicional da casa.

Chopp leve, frutado com um final ligeiramente salgado mas que rapidamente é cortado. Ótima escolha. Vale os R$ 22,00 que pagamos pela taça.

Quando bateu a fome eu pedi um Hamburguer de picanha (150g), cheddar, alface, tomate com batata frita acompanhando, mas sem picles, pois não gosto. Muito boa opção. Meio salgado… R$ 34,00, mas vale a pena.

 

Mari que é mais saudável que eu – hahaha – pediu um sanduíche de filé frango com queijo Grana Padano e cebolas ao shoyo (maior que meu hamburguer por sinal) que ela achou muito gostoso, mas que a carne estava meio resistente (como se tivessem grelhado a algum tempo e fica aquela capa dura). Custou R$ 28,00.

 

Já de barriga cheia, resolvemos tomar umas cervejas de frutas, da Floris, que eu nunca tinha visto. Mari escolheu as de Framboesa e Maçã.

Muito gostosas. Parecem espumantes, pois tem muita carbonatação. Muito refrescantes. Combinam perfeitamente com esse clima desértico em que estamos vivendo. Preço? Apenas R$ 14,99 cada. Vale muito a pena. Da vontade de beber várias!

Fechando o balanço, R$ 160,00 pra dois em um Pub/Bar de Ipanema? MUITO BOM! Valeu cada centavo. Foi ótimo! É sempre melhor com a pessoa certa. No meu caso, a Bessa certa! hahaha

Final de Semana em Búzios

Hey Girls,
hoje vou contar como foi meu fim de semana romântico ~ui~ em Búzios! Por mais que o post esteja atrasado, quis publicar mesmo assim porque vale como dica de lugares e passeio para os próximos meses, né?
Meu namorado lindo, cheiroso, gato me convidou para fugir no final de semana e comemorar mêsversário (que gay) de namoro…pensamos em alguns destinos novos, mas como estava meio em cima não deu pra planejar e optamos por um lugar que fosse mais familiar e desse pra se virar legal como transeuntes (a.k.a. pobre sem carro). Os lugares que fomos são muito fáceis para quem quer fazer tudo a pé, pertinho.
Como sou uma pessoa muito desmemoriada, deixo com ele a palavra para contar das nossas experiências. Com vocês o namorado aspirante a blogueiro =DAssim começou nossa sexta-feira, dia 5 de dezembro de 2014. Pegamos o 1001, por volta das 16 horas, na Novo Rio, que a propósito, está muito caro (R$ 59 reais em média a passagem) para uma viagem de apenas 2 horas até o terminal de Búzios, ao lado da Rua das Pedras no Centro da cidade.Depois de 3 horas de viagem, culpa do trânsito de saída de sexta-feira somado ao de Itaboraí que, enfim, só serve pra congestionar tudo mesmo, chegamos a cidade de Bardot. Fomos caminhando até a pousada, pois não estávamos com muita bagagem e também porque a distância era de apenas 10 mim de caminhada pela bela e badalada, Orla Bardot, até a Praia dos Ossos, onde fica a Pousada L’escale.

Propriedade dos franceses, Sylvia e Francis, a Pousada L’escale tem um clima romântico, acalentador e um charme mágico envolto na pequenez de seus detalhes. Restaurante com varanda em deck, mesas de madeira, sacadas com redes, voltadas para o mar e a alvorada da Orla Bardot, de onde se vê os pescadores trabalhando e tudo isso sem cheiro de peixe. Chegamos por volta das 20 horas, deixamos as malas e saímos correndo para comer alguma coisa.

Escolhemos o Gran Cine Bardot, que não é por si só um restaurante, mas que tem um ar de lanchonete de cinema vintage que achamos legal e que também é um mini cinema que passa filmes Cults. A comida é deliciosa. De lanches enormes como os do Balada mix, que acompanham batatas fritas ou rústicas até pratos de jantar mais elaborados. Tudo muito bem fresco.

Optamos pelos sanduíches matadores de fome com nome de hollywoodianos renomados como Sean Conery e Woody Allen que aliás, tem sua própria estátua no local e pela dose dupla de caipirinha que chamou a atenção na entrada.

De sobremesa Bessa ainda pediu um alfajor de maisena com coco em volta, por que né… Búzios e argentinos tem tudo a ver (KKK). Os preços eram bastante atrativos e pagamos menos de R$ 100 em um lanche/jantar para dois com caipirinhas e sobremesa.

Depois de lá, fomos as compras na Rua da Pedras. Eu esqueci de levar Havaianas e aproveitei pra comprar um par do Snoopy muito legal! (R$ 38 reais) Bessa aproveitou o embalo e comprou uma bolsinha de praia, também da Havaianas, azul bebê, toda de borracha e com zíper vedado (R$ 40 reais em média). Ótima para levar carteira e celular pra praia sem se preocupar em molhar, como descobriríamos no dia seguinte. Depois voltamos para a pousada para descansar sob a luz de uma lua cheia incrível!

Manhã de sábado! Acordamos cedo para pegar o café da manhã da pousada que é delicioso, super caseiro e com um tempero francês (é claaaro!).

Mesa farta e com boas opções. A vista como sempre maravilhosa. O dia começou nublado, mas aos poucos o sol foi saindo e decidimos ir a praia. Pegamos um taxi boat da Orla para a Praia da Tartaruga.

Praia mais calma, quente e familiar de Búzios, porque eu já não surfo a muito tempo e porque Bessa queria sombra e água que passarinho não bebe (cerveja gelada!)

Além da água quente e a calmaria, como a maioria das praias de Búzios, eles tem quiosques que oferecem passeios de escuna, Stand Up Paddle e caiaque (R$20 reais duas pessoas por uma hora). Escolhemos o caiaque, porque não acho a menor graça em SUP e a escuna tinha funk, axé, bagunça e gritaria.

Saímos no fim da tarde e fomos procurar um lugar para almoçar. Paramos no nosso querido Chez Michou, de sempre, que nunca decepciona com seus crepes bem recheados e ambiente jovem. Pagamos R$ 60 reais por dois crepes uma coca e uma água. Depois paramos na Alessa pra tomar um legítimo sorvete italiano de laranja com pêssego. Recomendo! É muito bom! (R$ 10 reais a bola)

Voltamos para a pousada para descansar. Acordamos já ao anoitecer e deitamos na rede pra ver o pôr-do-sol.

Depois saímos para procurar algum lugar para comer. Fomos primeiro ao Cadillac Art Show conferir os drinks. É um Cadillac antigo adaptado que virou um bar ao ar livre. Muito bons os drinks e bem generosos.

Como eu não estava com fome, Bessa resolveu comer alguns Hots na temakeria do Shopping 1 e saímos a caça de mais drinks legais. Bebemos caipirinhas loucas por R$ 10 e um frozen mexicano muito bom também por só R$ 10 reais!

No dia seguinte, Bessinha acordou meio mal por causa das bebidas da noite passada e ficamos de molho na cama pela manhã. Desci pra fazer o check out e pegar uma coca pra melhorar o enjoo dela e combinei com um amigo que mora em Búzios de fazermos um tour antes de ir embora.

Encontramos Lombardi, meu amigo, que mora a 30 anos em Búzios, e que nos levou para ver as praias mais afastadas, que pouca gente conhece como Forno, Foca, Lagoinha (é uma praia em cima da pedras!) e o Saco da Ferradura que é uma praia de formação vulcânica que nem está nos mapas de Búzios.

Esse foi o fim de um fim de semana de muita paz e amor, literalmente, nessa arquipélago abençoado pela eterna Brigitte Bardot e com uma energia renovadora pra aguentar o caos e a turbulência da vida no Rio de Janeiro.

Youpix Rio Festival 2013 – Eu fui!

Já passou uma semana desde a ultima edição do Youpix Festival mas como eu fiquei dodói bem no dia só estou postando hoje #sad
Eu me surpreendi um pouco com o evento, não imaginava que eu fosse aproveitar e absorver tantas informações uteis para mim, isso foi ótimo!
Achei que a estrutura e a organização deixou muito a desejar (não tinha quiosque para comidas e bebidas, oiq!?), mas pelo menos o conteúdo valeu a pena!

Pessoal do Canal Parafernalha contando algumas experiencias.

Desafio aceito: quem come mais?

Conhecendo as novidades no estande da Joox

Com as amigas/bloggers Monikinha Flor, Dani Salvador e Bruna Miragaya

Curtindo a piscina de bolinhas no estande da Magazine Luiza

Algumas mensagens no mural do Magazine Luiza, hahah

Isso é só uma prévia do que rolou, falei muito mais sobre o evento no vlog que fiz do dia, se liga:
Você pode acompanhar algumas das palestras nesse link ou no site do Youpix!

Paradis Délices, novidades para ficar babando!

Olá pessoal,
Fui convidada a conhecer as novidades da Paradis Délices na sua loja matriz em Copacabana.
Já sou cliente da loja de Niterói desde que abriu e fiquei super feliz com o convite! Foi maravilhoso tirando o fato da ‘superlotação’ hehehe quase não dava para andar…

Vamos conhecer um pouco da loja antes?
 Famosa pelos seus deliciosos macarrons com mais de 20 sabores e as trufas e chocolates belga de fabricação artesanal, a Paradis vem sempre com mais novidades e inovações.
O de coração estampado é um dos meus preferidos: Chocolate amargo com recheio de geleia de amora!
Torre de Macarrons para festas
Mil opções lindas de presentes: Não tem coisa melhor do que ganhar chocolate!?!?!?!
 Combinação perfeita: Chandon Brut Rosè (meu preferido) + macarrons! Um super presente!
 As famosas Torres Eifel de chocolate nas versões ao leite, meio amargo e amargo
 Um queridinho entre as mulheres: Sapatinho de chocolate!
 Minha caixinha preferida com estampa de temas franceses! Sou viciada em caixas, essa então é linda!

Dessa vez foram os Éclairs franceses que conquistaram espaço na casa de delicias, e foram eles mesmo que eu fui experimentar, hehe! (com moderação por conta da dieta, né?! Só comi dois para contar aqui)

Na tradicional ‘bomba’ de chocolate (ou creme) brasileira é usado o fondant na cobertura…
O diferencial da Paradis foi substituir por uma fina camada de chocolate belga , o que dá um sabor muito mais agradável e uma apresentação bem interessante. Além da massa ser super leve e macia foram elaborados recheios ‘cariocas’ e ‘franceses’ que dão sabores inusitados e delicioso como ‘Paradis-Rio’ (metade baunilha francesa, metade brigadeiro), Provence (cobertura de damasco com praliné caramelizado), mousse de maracujá, caramelo flor de sal entre muitos outros!

Éclairs inspirados no art nouveau, estilo consagrado pela capital francesa! Além de lindos, né?! Dá até pena de comer, hehehe essa capa de chocolate dá realmente um sabor especial!
Preparem-se que vou deixar vocês BA-BAN-DO:

Esse é o de doce de leite se não me engano…não identifiquei ao certo! Eu não sou muito de doce, mas eles são bem suaves, amei!

Éclair pequeno de chocolate, uhm….
Claro que rolou muito macarron também, mesmo os garçons passando voando por mim ou com bandejas já vazias consegui degustar alguns. Fico devendo a resenha dos novos sabores de macarrons também, fiquei super curiosa mas nem senti o cheiro, haha
Pistache, meu preferido!
Fina camada de chocolate belga que dá um toque super especial!
Espumante e macarrons, impossível não cair na tentação…hahaha
Calma que ainda tem mais novidades:
”Além das éclairs doces, a Paradis Délices Français oferece outras quatro opções salgadas que vão atender a um antigo desejo dos clientes por uma comidinha para um lanche rápido. As éclairs salgadas chegam ao balcão nas versões de parmesão, queijo com presunto, tomate-seco com orégano e frango. A linha de lanches rápidos inclui ainda uma releitura parisiense para o pão de queijo brasileiro.”
 
Já pode pirar né?! Amo salgado, amo pão de queijo…estou mega curiosa e assim que experimentar conto para vocês aqui no blog!
Não deixem de experimentar, são muito saborosos e desmancham na boca!
Me despeço de vocês com uma foto com o chef Pierre Cornet-Vernet, o criador desse mundo de delicias que é a Paradis!
Até a próxima!